2017-08-10

DIálogo com o Evangelho

Diálogo com o evangelho deste Domingo, 6 de agosto, pelo Frei Eugénio Boléo, no programa de rádio da RCF "Construir sur la roche".




"Ainda ele falava, quando uma nuvem luminosa os cobriu com a sua sombra, e da nuvem uma voz dizia: «Este é o meu Filho muito amado, no qual pus toda a minha complacência. Escutai-O».
Ao ouvirem estas palavras, os discípulos caíram de rosto por terra e assustaram-se muito.
Então Jesus aproximou-Se e, tocando-os, disse: «Levantai-vos e não temais»." -  Mt., 17, 1-9

2017-08-01

2017-07-31

O programa "Hora dos Portugueses" entrevistou o frei Eugénio



Fui entrevistado este Domingo no programa da RTP Internacional "Hora dos Portugueses".
Para quem tiver curiosidade, a minha entrevista dura 8 minutos e começa ao minuto 17.40.
Para ver, basta clicar neste link:



É possível que fiquem com algumas dúvidas sobre o que eu queria dizer... Perguntem-me e eu tentarei explicar.

2017-07-30

Diálogo com o Evangelho

Diálogo com o evangelho deste Domingo, 30 de julho, pelo Frei Eugénio Boléo, no programa de rádio da RCF "Construir sur la roche".




«O reino dos Céus é semelhante a uma rede que, lançada ao mar, apanha toda a espécie de peixes.
Logo que se enche, puxam-na para a praia e, sentando-se, escolhem os bons para os cestos, e o que não presta deitam-no fora. ». -  Mt., 13, 44-52

2017-07-09

Diálogo com o Evangelho

Diálogo com o evangelho deste Domingo, 9 de julho, pelo Frei Eugénio Boléo, no programa de rádio da RCF "Construir sur la roche".





«Vinde a Mim, todos os que andais cansados e oprimidos, e Eu vos aliviarei.
Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de Mim, que sou manso e humilde de coração, e encontrareis descanso para as vossas almas.
Porque o meu jugo é suave e a minha carga é leve». -  Mt., 11, 25-30

2017-07-01

Diálogo com o Evangelho

Diálogo com o evangelho deste Domingo, 2 de julho, pelo Frei Eugénio Boléo, no programa de rádio da RCF "Construir sur la roche".




«E se alguém der de beber, nem que seja um copo de água fresca, a um destes pequeninos, por ele ser meu discípulo, em verdade vos digo: Não perderá a sua recompensa». -  Mt., 10, 37-42

2017-06-29

Henri Boulad: sobre igrejas do Oriente e o impasse do mundo islâmico


Em tempos traduzimos e publicámos aqui um apelo a uma renovação da Igreja do Padre Henri Boulad (cristão melquita, e jesuíta, que vive no Cairo). 
Em entrevista ao Osservatore Romano (20 de Abril de 2017), o Padre Boulad volta a esse tema e apresenta uma leitura da história do mundo islâmico em que a tendência mais intolerante se apresenta como a única corrente no momento. 
Ler aqui.



2017-06-24

Diálogo com o Evangelho

Diálogo com o evangelho deste Domingo, 25 de junho, pelo Frei Eugénio Boléo, no programa de rádio da RCF "Construir sur la roche".



«Não se vendem dois passarinhos por uma moeda? E nem um deles cairá por terra sem consentimento do vosso Pai.
Até os cabelos da vossa cabeça estão todos contados.
Portanto, não temais: valeis muito mais do que todos os passarinhos.» -  Mt., 10, 26-33

2017-06-15

Francolino Gonçalves, OP

1943 - 2017
Faleceu hoje em Jerusalém o Frei Francolino Gonçalves.

Foi um frade dominicano português que passou grande parte da sua vida a trabalhar e ensinar na Escola Bíblica e Arqueológica Francesa de Jerusalém.

Aqui fica o link para uma entrevista que deu ao Público em 2010.








2017-06-10

Diálogo com o Evangelho

Diálogo com o evangelho deste Domingo, 11 de junho, Domingo da Santíssima Trindade, pelo Frei Eugénio Boléo, no programa de rádio da RCF "Construir sur la roche".





«Porque Deus não enviou o seu Filho ao mundo para condenar o mundo,
mas para que o mundo seja salvo por Ele.» -  Jo., 3, 16-18

2017-06-03

Diálogo com o Evangelho do Domingo de Pentecostes, 4 de junho

Diálogo com o evangelho deste Domingo, 4 de junho, Domingo de Pentecostes, pelo Frei Eugénio Boléo, no programa de rádio da RCF "Construir sur la roche".






«A paz esteja convosco. Assim como o Pai Me enviou, também Eu vos envio a vós».
Dito isto, soprou sobre eles e disse-lhes: «Recebei o Espírito Santo». -  Jo., 20, 19-23

2017-05-27

Diálogo com o Evangelho

Diálogo com o evangelho deste Domingo, 28 de maio, Domingo da Ascensão do Senhor, pelo Frei Eugénio Boléo, no programa de rádio da RCF "Construir sur la roche".






«Todo o poder Me foi dado no Céu e na terra.
Ide e ensinai todas as nações, batizando-as em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo,
ensinando-as a cumprir tudo o que vos mandei. Eu estou sempre convosco até ao fim dos tempos». -  Jo., 28, 16-20

2017-05-21

Diálogo com o Evangelho

Diálogo com o evangelho deste Domingo, 21 de maio, Sexto Domingo da Páscoa, pelo Frei Eugénio Boléo, no programa de rádio da RCF "Construir sur la roche".






«Eu pedirei ao Pai, que vos dará outro Paráclito, para estar sempre convosco:
Ele é o Espírito da verdade, que o mundo não pode receber, porque não O vê nem O conhece, mas que vós conheceis, porque habita convosco e está em vós». -  Jo., 14, 15-21

2017-05-14

Francisco em Fátima: mobilização contra a indiferença

Fátima, Francisco, 13 de Maio de 2017



A Virgem Mãe não veio aqui, para que A víssemos; para isso teremos a eternidade inteira, naturalmente se formos para o Céu. Mas Ela, antevendo e advertindo-nos para o risco do Inferno onde leva a vida – tantas vezes proposta e imposta – sem-Deus e profanando Deus nas suas criaturas, veio lembrar-nos a Luz de Deus que nos habita e cobre (…)

Não podia deixar de vir aqui venerar a Virgem Mãe e confiar-lhe os seus filhos e filhas. Sob o seu manto, não se perdem; dos seus braços, virá a esperança e a paz que necessitam e que suplico para todos os meus irmãos no Batismo e em humanidade, de modo especial para os doentes e pessoas com deficiência, os presos e desempregados, os pobres e abandonados. Queridos irmãos, rezamos a Deus com a esperança de que nos escutem os homens; e dirigimo-nos aos homens com a certeza de que nos vale Deus. (...)

Ao «pedir» e «exigir» o cumprimento dos nossos deveres de estado (carta da Irmã Lúcia, 28/II/1943), o Céu desencadeia aqui uma verdadeira mobilização geral contra esta indiferença que nos gela o coração e agrava a miopia do olhar. (...)


Texto completo aqui.

Diálogo com o Evangelho

Diálogo com o evangelho deste Domingo, 14 de maio, Quarto Domingo da Páscoa, pelo Frei Eugénio Boléo, no programa de rádio da RCF "Construir sur la roche".
http://www.evangile-et-peinture.org



«Respondeu-lhe Jesus: «Eu sou o caminho, a verdade e a vida. 
Ninguém vai ao Pai senão por Mim.
Se Me conhecêsseis, conheceríeis também o meu Pai. 
Mas desde agora já O conheceis e já O vistes». -  Jo., 14, 1 -12

2017-05-13

Francisco em Fátima

Saudação na vigília de oração, Fátima, 12 de Maio de 2017




Peregrinos com Maria...  Qual Maria?
Uma «Mestra de vida espiritual», a primeira que seguiu Cristo pelo caminho «estreito» da cruz dando-nos o exemplo, ou então uma Senhora «inatingível»  e consequentemente,inimitável?
A «Bendita por ter acreditado» (cf. Lc 1, 42.45) sempre e em todas  as circunstâncias nas  palavras  divinas,  ou  então uma «Santinha» a  que se  recorre  para  obter favores a baixo preço?
A Virgem Maria do Evangelho venerada pela Igreja orante, ou um a esboçada por sensibilidades subjetivas que A  veem segurando  o  braço  justiceiro  de  Deus pronto a castigar: uma Maria melhor do que Cristo, visto como Juiz impiedoso; mais misericordiosa que o Cordeiro imolado por nós?
Grande  injustiça  fazemos  a  Deus  e  à  sua  graça,  quando se afirma  em  primeiro  lugar  que  os  pecados  são punidos pelo seu julgamento, sem antepor – como mostra o  Evangelho  – que  são  perdoados  pela  sua  misericórdia!
Devemos antepor a misericórdia ao julgamento e, em todo o  caso,  o  julgamento  de  Deus  será  sempre  feito  à  luz  da sua  misericórdia.  Naturalmente  a  misericórdia  de  Deus não nega a justiça, porque Jesus tomou sobre Si as consequências do nosso pecado juntamente com a justa pena.
Não negou o pecado, mas pagou por nós na Cruz.
Assim, na fé que nos une à Cruz de Cristo, ficamos livres dos nossos pecados; ponhamos de lado qualquer forma de medo e temor, porque não se coaduna em quem é amado (cf. 1 Jo. 4, 18). «Sempre que olhamos para Maria, voltamos a acreditar na força revolucionária da ternura e do carinho. (...)

Possamos, com Maria, ser sinal e sacramento da misericórdia de Deus que perdoa sempre, perdoa tudo

Texto completo aqui.

2017-05-06

Diálogo com o Evangelho

Diálogo com o evangelho deste Domingo, 7 de maio, Quarto Domingo da Páscoa, pelo Frei Eugénio Boléo, no programa de rádio da RCF "Construir sur la roche".
 


 "Depois de ter feito sair todas as que lhe pertencem, caminha à sua frente; e as ovelhas seguem-no, porque conhecem a sua voz.
Se for um estranho, não o seguem, mas fogem dele, porque não conhecem a voz dos estranhos».
"  - Jo., 10, 1 -10

2017-04-30

Diálogo com o Evangelho

Diálogo com o evangelho deste Domingo, 30 de abril, terceiro Domingo de Páscoa, pelo Frei Eugénio Boléo, no programa de rádio da RCF "Construir sur la roche". 

 "E eles contaram o que tinha acontecido no caminho e como O tinham reconhecido ao partir o pão»."  - Lc., 24, 13 -35

Catarina de Sena


Leiga, Doutora de Igreja, Padroeira da Europa (1347 - 1380)

2017-04-23

Diálogo com o Evangelho

Diálogo com o evangelho deste Domingo, 23 de abril, Domingo da Misericórdia, pelo Frei Eugénio Boléo, no programa de rádio da RCF "Construir sur la roche". 


 "Depois disse a Tomé: «Põe aqui o teu dedo e vê as minhas mãos; aproxima a tua mão e mete-a no meu lado; e não sejas incrédulo, mas crente». Tomé respondeu-Lhe: «Meu Senhor e meu Deus!»."  - Jo., 20, 19 - 31

2017-04-22

Domingo de Páscoa

HOMELIE DU DIMANCHE DE PÂQUES - 16 AVRIL 2017

Comment la résurrection de Jésus peut-elle faire la différence pour nous?
On peut nous demander: «Même si Jésus a été ressuscité des morts, et s’il y a des témoins à ce sujet, alors qu'est-ce que cela change pour avec vous et moi?»

Il me semble que la foi dans le Ressuscité,
Jésus Vivant présent en nous et avec nous dans ce monde présent, nous donne un double regard sur la vie, comme quand nous avons des lunettes à vision progressive: D’abord regardant en nous et dans ce monde où nous vivons nous pouvons voir le fossé qu’il y a entre Dieu et son Amour pour nous et nous attitudes; Ce fossé a un nom dans la théologie: le péché du monde avec lequel nous collaborons.

Le Pape François dans la prière finale du Chemin de Croix au colisée de Rome l’a exprimé d’une manière qui me dit beaucoup et que je partage avec vous: "O Christ, notre unique sauveur, nous nous tournons vers toi aussi cette année avec les yeux abaissés de honte".

Et il énumérer les multiples motifs de cette "honte".
Honte «face à toute ces images de dévastations, de destructions et de naufrages qui sont devenues ordinaires».

Honte du «le sang innocent versé chaque jour de femmes, d’enfants, de migrants et personnes persécutées pour la couleur de leur peau, pour leur appartenance ethnique, sociale et pour leur foi».
Honte «toutes les fois ou nous avons lâchement fui nos responsabilités».
Honte pour « notre silence face à l’injustice».
Honte pour «les évêques, les prêtres, les consacrés, qui ont scandalisé et blessé l’Eglise».
 

Ce premier regard nous manifeste que la Croix est symbole de la monstruosité du péché qui détruit les personnes et leurs relations.

Mais la résurrection de Jésus, Vainquer de la Mort et du péché du monde  fait une différence maintenant non seulement dans le monde à venir.

Nous donne l’espérance que le passage par la mort et la résurrection de Jésus «transforme nos cœurs endurcis en cœurs de chair capables de rêver, de pardonner et d’aimer». L’espoir que «le bien vaincra malgré sa défaite apparente».

Et le Pape François continue da prière, que je vous invité à la faire aussi la notre: Nous te demandons Seigneur de te souvenir de nos frères «fauchés par la violence, par l’indifférence et par la guerre».
Nous te demandons de «rompre les chaines qui nous enferment dans notre égoïsme, notre cécité volontaire, et la vanité de nos calculs mondains».
 

Si nous pensons un instant à ce que notre monde ressemblerait si les gens se voyaient comme des lieux où habite l'Esprit de Dieu. 
Si nous considérons les autres comme des dons de Dieu et que Dieu habite en eux, notre attitude changerait pour ceux qui vivent dans des pays lointains aussi bien que chez ceux qui sont plus proches.
Nous allons étendre la main de l'amitié et de la coopération; Il y aurait plus de paix et moins de guerre; L'éducation serait pour tous les membres du monde entier; Et les enfants ne mourraient pas faute de nourriture ou d'eau propre.

La résurrection fait une différence maintenant Il nous faut la foi dans cet Amour plus fort que le mort, plus fort que le mal et le pêché (le désamour).

Le Ressuscite manifestait le mystère de l'Amour de Dieu.

Nous avons de la difficulté à capter les ondes de l'Amour de Dieu.
Il nous faut demander:
«Seigneur Ressuscité augmente notre Foi en ta présence!»
«Seigneur Ressuscité augmente notre foi dans le pouvoir de ton Amour qui donne de la force à nos fragilités.»
Amen.


Fr. Eugénio Boléo

Ressuscitou! Aleluia

Diálogo com o evangelho deste Domingo, 16 de abril, Domingo de Páscoa, pelo Frei Eugénio Boléo, no programa de rádio da RCF "Construir sur la roche". 



 "No primeiro dia da semana, Maria Madalena foi de manhãzinha, ainda escuro, ao sepulcro e viu a pedra retirada do sepulcro."  - Jo., 20, 1-9

2017-04-09

Diálogo com o Evangelho

Diálogo com o evangelho deste Domingo, 9 de abril, Domingo de Ramos, pelo Frei Eugénio Boléo, no programa de rádio da RCF "Construir sur la roche".


 "Enquanto ele caminhava, muitos estendiam as suas capas na estrada. Quando ele já ia chegando à descida do monte das Oliveiras, toda a multidão dos discípulos começou jubilosa a louvar a Deus em altas vozes por todos os milagres que tinha visto, dizendo: Bendito é o Rei que vem em nome do Senhor! paz no céu e glória nas maiores alturas!!"  - Lc., 20, 28-40

2017-04-01

Para rezar no 5º Domingo da Quaresma


 Alice Fernandes, 2009 
(detalhe de vitral na Igreja Matriz de Paredes)

Dizer
palavras procurando entender
momentos tenebrosos e ameaçadores
Como Tomé e os demais discípulos que acompanhavam Jesus
 

Dizer
palavras para manifestar
tristeza, desapontamento, confiança,
Como Marta e como Maria, amigas de Jesus
 

Dizer
palavras para reconhecer
que a amizade, o amor, é mais forte que a morte
Como Marta, como Maria e como alguns judeus seus amigos
 

Dizer
palavras para libertar:
“Lázaro, sai”
“Desligai-o e deixai-o ir”
Como Jesus, enviado pelo Pai


Diálogo com o Evangelho

Diálogo com o evangelho deste Domingo, 2 de abril, quinto Domingo da Quaresma, pelo Frei Eugénio Boléo, no programa de rádio da RCF "Construir sur la roche".


«Jesus, ao vê-la chorar, e vendo chorar também os judeus que vinham com ela, comoveu-Se profundamente e perturbou-Se.» - Jo. 11, 1-45

2017-03-26

Diálogo com o Evangelho

Diálogo com o evangelho deste Domingo, 26 de março, quarto Domingo da Quaresma, pelo Frei Eugénio Boléo, no programa de rádio da RCF "Construir sur la roche".


«Eu vim a este mundo para exercer um juízo: os que não veem ficarão a ver; os que veem ficarão cegos.» - Jo. 9, 1-41.

2017-03-18

Diálogo com o Evangelho

Diálogo com o evangelho deste Domingo, 19 de março, terceiro Domingo da Quaresma, pelo Frei Eugénio Boléo, no programa de rádio da RCF "Construir sur la roche".


«Muitos samaritanos daquela cidade acreditaram em Jesus, por causa da palavra da mulher, que testemunhava: «Ele disse-me tudo o que eu fiz.» - Jo. 4, 5-42.

2017-03-12

Proposta do Papa Francisco para a Quaresma


Diálogo com o Evangelho

Diálogo com o evangelho deste Domingo, 12 de março, segundo Domingo da Quaresma, pelo Frei Eugénio Boléo, no programa de rádio da RCF "Construir sur la roche".


«Este é o meu Filho muito amado, no qual pus toda a minha complacência. Escutai-O». - Mt. 17, 1-09.

2017-03-04

Diálogo com o evangelho deste Domingo, 5 de março, primeiro Domingo da Quaresma, pelo Frei Eugénio Boléo, no programa de rádio da RCF "Construir sur la roche".


"De novo o Diabo O levou consigo a um monte muito alto, mostrou-Lhe todos os reinos do mundo e a sua glória e disse-Lhe: «Tudo isto Te darei, se, prostrado, me adorares». Respondeu-lhe Jesus: «Vai-te, Satanás, porque está escrito: ‘Adorarás o Senhor teu Deus e só a Ele prestarás culto’». Então o Diabo deixou-O, e aproximaram-se os Anjos e serviram-n'O. " - Mt. 4, 1-11